Rolim de Moura - RO
00:00
Rondônia

A empresários, Confúcio Moura diz que o estado de Rondônia está plenamente sólido e não pode descarrilar

Fonte: Da Assessoria para o Rolnews

01/04/2016 20h 00min

  • Compartilhe Essa notícia
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
A empresários, Confúcio Moura diz que o estado de Rondônia está plenamente sólido e não pode descarrilar

Com um tom mais coloquial do que se pode esperar de palestrante destacado para falar sobre o desenvolvimento de Rondônia, e talvez por isso mesmo bastante prestigiado, o governador Confúcio Moura disse nesta quinta-feira (31) à empresários e à direção da Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (Fiero) que o estado de Rondônia “está seguro, plenamente sólido”, mas que irá trabalhar a partir de agora com mais austeridade e cuidado.

“Se o Estado descarrilar, o mau exemplo é contagiante”, considerou, referindo-se à gestão que descuida dos indicadores fiscais, sem manter equilíbrio entre o que arrecada e o que gasta, situação hoje vivida por muitos estados e pelo governo federal.

“Por isso vou trabalhar com todas as forças, e meu pensamento e desejo é o de que cada um de vocês contribua com o estado de Rondônia, um estado abençoado, de coração generoso, que abre os braços para o Brasil e o mundo, cheio de oportunidades para muita gente”, disse o governador em encontro promovido pela Fiero em sua sede.

O evento contou também com a participação de delegação do Departamento do Beni, na Bolívia, com nove representantes que tem mantido interlocução com o vice-governador Daniel Pereira, sobre quem, segundo o presidente da entidade Marcelo Tomé, recai parte do sucesso das relações estabelecidas com aquele país, as quais tem resultado no desenvolvimento de propostas e projetos em comum.

Confúcio Moura lembrou que o Estado é o maior empregador, com mais de 50 mil funcionários, e que rigorosamente tem de passar no dia 21 recursos para o Tribunal de Justiça e Assembleia Legislativa, para as prefeituras no dia 20 e “arrecadar o suficiente para atender também o Ministério Público, a Defensoria, o Tribunal de Contas, fazer convênios, manter obras, concluir hospitais, escolas.”

A segurança para honrar compromissos resulta não apenas do cumprimento dos fundamentos da Lei de Responsabilidade Fiscal, mas também do Produto Interno Bruto (PIB) positivo, com projeções de 2015 estimadas acima de 3% de crescimento, e o controle dos gastos.

Neste ano de 2016, segundo o governador Confúcio Moura, o Estado está mantendo a receita e os ajustes fiscais continuam sendo feitos semanalmente. “E o controle das contas e despesas é rastreado diariamente. E todo movimento, todo gasto público, temos condições de avaliar previamente sua necessidade. O bom administrador é o que administra as despesas corretamente”, avaliou.

Confúcio ressaltou, entretanto, que o mérito dos indicadores positivos de Rondônia, que mesmo no cenário atual de crise no Brasil, “desponta como um estado economicamente positivo”, é dos empresários, dos produtores rurais, produtores de leite, de café, de todos que trabalham e arriscam, dos que constroem o Estado. E procurou injetar, na platéia, entusiasmo para superar eventuais dificuldades, considerando que as crises abrem oportunidade para mudanças.

CONSÓRCIO

Aos empresários, o governador fez um histórico do Consórcio Brasil Central (CBC), registrando que sua organização foi iniciada com os estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal e Goiás, e na segunda reunião Rondônia e Tocantins, estados da região Norte,  foram convidados “a se incorporar ao CBC, por sua semelhança na produção.”

Segundo Confúcio Moura, a sede do CBC está em prédio cedido pelo Banco Regional de Brasil (BRB) e financiamentos para projetos em comum poderão sair dessa instituição bancária. “A voz de um governador é a de todos. O que um tem de bom passaremos para o outro gratuitamente”, disse.

O governador relatou, ainda, que o CBC iniciou pressão no Congresso Nacional para revisão das dívidas com a União, “impagáveis, caras e difíceis”. Outra atuação, com resultado positivo, foi negociar juros das linhas do Fundo Constitucional Norte e Fundo do Centro Oeste operados pelo Banco da Amazônia e Banco Central os quais ficarão congelados para estados-membros do CBC.

BOLÍVIA

Confúcio Moura disse que Rondônia tem interesse em trabalhar com a Bolívia, lembrando estudo iniciado no governo José Bianco – presente ao encontro –  de combate à febre aftosa. “Queremos manter a relação de proximidade, agora vamos em breve ter um barco lançado nas águas do Rio Guaporé, e poderemos trabalhar juntos com médicos e enfermeiros para atender a população na fronteira”. Ele também mencionou o projeto de se utilizar professores bolivianos para ministrar aulas de espanhol na região.

Estreitar relações comerciais, explorando o potencial agropecuário, a produção de peixe e de leite em Rondônia foi também mencionado pelo governador, que anunciou a realização da 5ª Rondônia Rural Show, de 25 a 28 de maio em Ji-Paraná.

A comitiva do Beni foi integrada por Ingrid Zabala, secretária-geral de Governo; Mayerling Castelo, secretária de Desenvolvimento Humano; Edgar Res, secretário de Meio Ambiente; Rodrigo Skoth, diretor de Serviços de Agricultura; Cristina Taboada, diretor de Fronteiras; Wilder Molina, diretor de Planejamento; David Mendez, comunicador; Juan Carlos Zambrana, secretário-geral da Assembleia Legislativa de Beni e Georgina Ruiz Sanches, assessora da Assembleia Legislativa do Beni. Eles homenagearam o governador e o vice-governador de Rondônia e também foram homenageados pela Federação das Indústrias, que inaugurou uma galeria de ex-presidentes da entidade.

Quer ficar conectado com o Rolnews em seu WhatsApp?
Entre agora em nosso grupo e fique bem informado.
Clique aqui para entrar no grupo.

MAIS NOTÍCIAS DE POLÍTICA