Rolim de Moura - RO
00:00
Rondônia

Testes de covid, transporte e arbitragem aumentará consideravelmente os gastos

Fonte: Folha do Sul

25/01/2021 16h 57min

  • Compartilhe Essa notícia
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
Testes de covid, transporte e arbitragem aumentará consideravelmente os gastos
Divulgação

Previsto para iniciar na metade do mês de março, o Campeonato Rondoniense 2021, que já conta com uma baixa: o Guajará, que oficializou a sua desistência na semana passada; irá impor aos clubes na disputa alguns acréscimos nos gastos.

Esses acréscimos virão de duas maneiras distintas: a obrigatoriedade da realização de testes da covid-19 antes dos jogos; e, com o fim da parceria com a empresa Eucatur, que assegurava o transporte dos times, esse ônus agora recairá nos ombros dos clubes.

Com relação aos testes de covid-19, que precisarão ser feitos nos atletas e integrantes da comissão técnica antes de cada jogo, a reportagem levou em consideração o valor sem descontos (R$ 250,00) por teste; e usou como base o número de teste por clube realizado na reta final do Estadual 2020 (24 testes). Usando esses critérios, a cada rodada o clube gastará com exames R$ 6 mil. No final da fase classificatória (6 jogos) terá gosto com testes de covid R$ 36 mil. Caso chegue a decisão serão mais quatro jogos, ou seja, mais R$ 24 mil.

Na primeira fase cada clube jogará três vezes em casa e outras três vezes fora. Para as partidas como visitante a estimativa de gasto com transporte é de R$ 3.500,00; um total de R$ 10.500,00 para as viagens da fase classificatória. Caso o clube chegue à decisão serão mais duas partida fora de seus domínios, ou seja, um acréscimo de mais R$ 7 mil nos gastos.

Além desses gastos, os clubes também arcam com as taxas de arbitragem. Para este quesito, a reportagem percebeu cenários diversos já que os valores se alteram dependendo da escalação, uma vez que são taxas diferentes para árbitros e assistentes FFER, CBF ou FIFA. Mas, em todos os cenários os valores que o clube terá que pagar estão entre R$ 3 mil e R$ 3.300,00. Deixando próximo de R$ 10 mil os gastos com arbitragem nas três partidas como mandante. E pelo menos mais R$ 6 mil caso chegue à decisão. (Confira na imagem segundária os valores das taxas de arbitragem).

Com base nesse levantamento, o clube gastará R$ 56 mil em testes, transporte e arbitragem apenas para os seis jogos da primeira fase. Caso chegue à decisão do Rondoniense, serão mais R$ 37 mil de gastos; totalizando R$ 93.5 mil.

Nesse montante não estão incluídos transferências de jogadores, alimentação, hospedagem, folha salarial, outras despesas médicas, uniformes e outras gastos do cotidiano.

Vale ressaltar que os números apontados acima são apenas uma estimativa e cada clube pode negociar descontos e fechar parcerias que podem diminuir os gastos. Esse cálculo serve apenas para evidenciar o quanto esses novos gastos irão onerar os já financeiramente debilitados clubes rondonienses.

Testes de covid, transporte e arbitragem aumentará consideravelmente os gastos

Quer ficar conectado com o Rolnews em seu WhatsApp?
Entre agora em nosso grupo e fique bem informado.
Clique aqui para entrar no grupo.

MAIS NOTÍCIAS DE ESPORTE

CONTEÚDOS DIVERSOS