Rolim de Moura - RO
00:00
Rondônia

Rondônia fica em 1º no ranking nacional de bovinos livres de febre aftosa sem vacinação

Exportação anual de carne bovina gera receita de US$ 1,3 bilhão à economia rondoniense

Fonte: DIARIO DA AMAZÔNIA

23/11/2021 11h 18min

  • Compartilhe Essa notícia
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
Rondônia fica em 1º no ranking nacional de bovinos livres de febre aftosa sem vacinação
REPRODUÇÃO

Rondônia fica em 1º lugar no ranking nacional de produtores, dentro das áreas reconhecidas internacionalmente como livres de febre aftosa sem vacinação. Além disso o estado lidera a produção de gado na Amazônia com mais de 15,1 milhões de cabeça.

Em 2003, Rondônia foi declarado livre da febre aftosa, com vacinação. Desde então houve grande avanço na produção de bovinos.


“Com aumento da procura pela carne de Rondônia, a agropecuária tradicional passou por uma grande transformação, com a utilização de tecnologia reprodutiva para geração de animais de alta performance e tecnologia de manejo de pastagem e nutrição, o que confere ao gado de Rondônia o título de boi verde”, disse o presidente da Idaron (Agência de Defesa Sanitária Agrossilvopastoril), Julio Cesar Rocha Peres.

Atualmente a produção bovina no estado já ultrapassa 15 milhões de cabeças de gado. De acordo com a Idaron, trimestralmente, são exportados cerca de 76 milhões de toneladas de carne. Ou seja, a exportação de carne bovina gera receita de US$ 329 milhões à economia rondoniense.

Anualmente são mais de US$ 1,3 bilhão em exportações de carne, conforme dados do Núcleo de Agrodados da Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri).

Produção de leite
Ainda de acordo com a Idaron, até o final do ano, a perspectiva de produção é de 700 milhões de litros de leite. Com produção trimestral de 176 milhões de litros, que são consumidos internamente, exportados ou transformados pelas indústrias em queijos, doces, iogurtes, entre outros.

Status internacional de gado livre de aftosa sem vacinação
Idaron faz inspeções no setor de frigoríficos para garantir produtos de qualidade ao mercado – Foto: Divulgação/Idaron
O serviço veterinário oficial firmou parcerias com o produtor rural e profissionais da saúde de animais. A partir disso, criou-se a Rede Integrada de Vigilância Veterinária. “Todos os envolvidos sabem das responsabilidades e compromissos com a sanidade dos rebanhos pecuários. Sobretudo na prevenção da febre aftosa”, diz a Idaron.

O primeiro passo para a formação da rede foi em outubro. Profissionais de Vilhena, Rolim de Moura, Cacoal e Ji-Paraná receberam capacitação técnica. As atividades foram realizadas em cooperação com Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV).

“Nesse primeiro momento, a Agência identificou os médicos veterinários e zootecnistas, tendo-os como um dos principais atores responsáveis pela manutenção do status conquistado junto a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). O próximo passo é trabalhar a mesma formação com os produtores rurais”, explicou Julio Peres, presidente da Idaron.

Entre no grupo do whatsapp Clique aqui para entrar no grupo do Rolnews no Whatsapp.

MAIS NOTÍCIAS DE AGRONEGÓCIO

CONTEÚDOS DIVERSOS