Rolim de Moura - RO
00:00
Rondônia

Presidente da Fifa diz que sede da Copa de 2022 pode ser dividida

Fonte: yahoo.com

03/01/2019 12h 29min

  • Compartilhe Essa notícia
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
Presidente da Fifa diz que sede da Copa de 2022 pode ser dividida

A Copa do Mundo de 2022, que será realizada no Qatar, já está envolta em grandes polêmicas, e o presidente da FIFA, Gianni Infantino, já imagina o torneio sendo dividido em outros países do Golfo Pérsico.

“Se pudermos acomodar alguns dos países vizinhos na região do golfo que são muito próximos para sediar alguns jogos da Copa do Mundo, isso poderia ser muito benéfico para a região e para o mundo inteiro”, disse o mandatário da entidade.

Entretanto, a grande polêmica para fazer isso não está na parte de infraestrutura esportiva. Estaria nas questões geopolíticas específicas daquela região. Países próximos, como Egito, Bahrein, Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos, boicotam o Qatar desde 2017 sob acusações de que a nação apoia o terrorismo. Em resposta às acusações, o país deixou a Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo).

Infantino, entretanto, acredita que o futebol ainda possa funcionar como um embaixador mundial para amenizar conflitos, embora concorde com a dificuldade inserida em sua ideia: “Existem tensões nessa região em particular e cabe aos respectivos líderes lidarem com isso, mas talvez seja mais fácil falar sobre um projeto conjunto de futebol do que coisas mais complicadas”.

“Se pudermos ajudar as pessoas no golfo e em todos os países do mundo a desenvolver o futebol e trazer uma mensagem positiva ao mundo sobre o futebol, então deveríamos tentar”, completou Infantino.

Outras polêmicas

Qatar World Cup 2022

Qatar World Cup 2022

Além disso, Infantino voltou a manifestar a intenção de que o Mundial de 2022 já conte com o aumento de 32 para 48 seleções. O planejamento inicial foi de implementar o novo formato a partir de 2026.

“Se você acha que é uma boa coisa terem 48 times na Copa do Mundo, por que não tentar quatro anos antes? Por isso estamos analisando a possibilidade de ter 48 times já em 2022”, completou Infantino.

A Copa do Mundo de 2022, no Qatar, tem como outras polêmicas a forma como os trabalhadores que atuam na construção dos estádios têm sido tratada (inclusive rendendo protestos de entidades humanitárias junto à FIFA) e, por causa do forte calor da região, será a primeira a ser realizada entre os meses de novembro e dezembro.

 

 

MAIS NOTÍCIAS DE ESPORTE