Rolim de Moura - RO
00:00
Rondônia

Mariana Carvalho destaca expectativa na análise das vacinas pela Anvisa

Fonte: ASSESSORIA

13/01/2021 15h 54min

  • Compartilhe Essa notícia
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
Mariana Carvalho destaca expectativa na análise das vacinas pela Anvisa
“Não podemos estar de lado a ou b. O que queremos são vacinas seguras, eficazes e de qualidade comprovada”, afirma a Deputada.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) se reúne no domingo (17) para definir sobre a autorização emergencial para as vacinas do Butantan e da Fiocruz contra a Covid-19. 

A vacina do Instituto Butantan é desenvolvida em parceria com a farmacêutica Sinovac. Já o imunizante da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) tem parceria do consórcio AstraZeneca/Oxford. Ambas entraram com requerimentos de autorização em caráter emergencial para suas respectivas vacinas.

“O momento é de grande expectativa. No âmbito estadual e dos Municípios, os planos de vacinação já estão sendo finalizados. Imediatamente após a liberação pela Anvisa e a largada sendo dada pelo Ministério da Saúde, a vacina deverá chegar a cada canto do nosso Estado de Rondônia”, afirma a Deputada Federal Mariana Carvalho. 

Mariana tem se destacado em Rondônia por sua atuação durante a pandemia da Covid-19. Além de ser integrante da Comissão da Câmara dos Deputados que atua desde fevereiro de 2020 no enfrentamento à pandemia, a deputada foi a relatora da Medida Provisória que garantiu R$ 2 bilhões para a produção da vacina da Fiocruz. A parlamentar também participou das tratativas entre a Prefeitura de Porto Velho e o Butantan para aquisição de doses da vacina para imunizar grupos prioritários. 

“O Brasil é referência em imunização há muitas décadas. Agora com a Covid-19, houve muita especulação em relação às vacinas. A verdade é que não podemos estar de lado a ou b. O que queremos são vacinas seguras, eficazes e de qualidade comprovada. Temos institutos sérios e que nos fornecem vacinas de eficácia atestada há muito tempo. Quanto mais vacinas tivermos, mais rápido vamos superar esse grave capítulo da nossa história que é a pandemia da Covid-19”, destaca a Deputada. 

Para que a análise seja finalizada, as duas instituições solicitantes precisam enviar o conjunto da documentação à agência reguladora. Caso haja atraso no encaminhamento ou complementação, a tomada de decisão pode ser adiada.

Conforme a última atualização, do início da noite desta terça-feira (12), 33,7% da documentação entregue pelo Butantan estava pendente de complementação

Já no caso da vacina da AstraZeneca/Oxford/Fiocruz, 14,4% do material repassado à Anvisa precisa ser complementado

Quer ficar conectado com o Rolnews em seu WhatsApp?
Entre agora em nosso grupo e fique bem informado.
Clique aqui para entrar no grupo.

MAIS NOTÍCIAS DE GERAL

CONTEÚDOS DIVERSOS