Rolim de Moura - RO
00:00
Rondônia

Lula descarta reeleição de Bolsonaro e diz que 'pode estar no jogo' em 2022

Fonte: YAHOO NOTÍCIAS

06/09/2019 19h 42min

  • Compartilhe Essa notícia
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
Lula descarta reeleição de Bolsonaro e diz que

Em entrevista à Carta Capital, o ex-presidente Lula, preso em Curitiba, não confirma nem nega a vontade de se candidatar à Presidência em 2022. Ele admite que os outros candidatos serão mais novos e terão mais disposição. No entanto, dependendo da situação política do país, pretende concorrer e crava: Jair Bolsonaro não será reeleito.

Apesar de dizer que tem pretensões modestas, Lula se disse disposto a “derrotar a podridão” da elite do país. "Como posso falar? Estou com 74 anos, estou pensando em casar, estou novo. Obviamente que vai ter gente muito mais nova e com mais disposição do que eu. Eu não sei. Eu preciso sair daqui [da prisão], saber como estou, como estão as forças políticas. Um monte de gente com 40, 50, 60 anos. Eu me contentaria em ser cabo eleitoral, mas se não tiver ninguém capaz de derrotar essa podridão da elite brasileira que governa esse país pode estar certo que o Lula estará no jogo", disse o petista.

No entender do ex-presidente, nossos vizinhos argentinos dão uma boa mostra do que acontecerá politicamente no Brasil nos próximos anos. “O Macri foi vendido como uma mentira maior que o Bolsonaro. Aliás, o Bolsonaro se mirava no Macri como espelho do bom governante. Não deu certo e aqui no Brasil também o Bolsonaro não vai se reeleger, não vai sobreviver politicamente em uma nova eleição, não acredito".

Polarização

Para o ex-presidente, as críticas à polarização entre PT e Bolsonaro é uma “moda”. Lula defendeu o próprio partido: “Quando eram os tucanos, eles não queriam acabar com a polarização. O PT é o maior partido existente nesse país, é um p... de um partido. Não é um amontoado de interesses como é o PSL", afirmou em referência ao partido do presidente Jair Bolsonaro.

O petista ainda ironizou a troca constante de partido por políticos do cenário atual.”O Bolsonaro perde as eleições, e o PSL acaba, igual foi com o Collor. Os caras trocam de partido como se trocasse de cueca”.

MAIS NOTÍCIAS DE POLÍTICA