Rolim de Moura - RO
00:00
Rondônia

Jovem cientista mais premiado na Febrace em São Paulo é de Rondônia

Fonte: Da Assessoria para o Rolnews

01/04/2016 12h 26min

  • Compartilhe Essa notícia
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
Jovem cientista mais premiado na Febrace em São Paulo é  de Rondônia

Com o projeto Água Fácil desenvolvido para atender as comunidades indígenas e ribeirinhas da Amazônia com água potável rendeu ao aluno Ygor Requenha Romano, do 3º ano do ensino médio da Escola Estadual Murilo Braga, em Porto Velho, oito prêmios na Feira Brasileira de Ciência e Engenharia (Febrace) em São Paulo (SP). O protótipo portátil de engenharia premiado pela Febrace tem capacidade para atender até 70 pessoas faz tratamento físico, químico e micro biológico da água, utilizando energia solar, com custo de  15 reais por pessoa.

A Febrace, que é a maior do gênero na América do Sul, foi realizada pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), de 14 a 18 de março.

Conquistou o primeiro lugar em engenharia, publicação na revista Eco 21, Melhor Projeto de Rondônia, prêmios:  Mentalidade Marítima da Marinha, prêmio da Poli – Associação dos Engenheiros da USP, 3 M, Intel Isef e ganhou uma viagem para Arizona e  Washington nos Estados unidos e México onde, será o único jovem cientista  a representar  a região Norte do país.

O jovem cientista de Rondônia explica que o protótipo é uma unidade de fácil manuseio de tratamento  físico-químico, que foi criado e idealizado para atender  as comunidades indígenas e ribeirinhas da Amazônia com água potável, porém pode atender qualquer comunidade.

Para Romano, um governo que investe em educação, incentiva pesquisa cientifica, estimula os estudantes a buscar novos conhecimentos é um gestor preocupado com o futuro, que visa progresso do Estado com o desenvolvimento intelectual do cidadão. “O governador Confúcio Moura é assim, o apoio dele foi fundamental na minha vitória”.

Romano já desenvolveu e apresentou em feiras pelo Brasil entre 2014 e 2015 outros dois projetos sob a orientação do professor João Antônio Graças Brito da escola estadual Heitor Villa Lobos, quando morava em Ariquemes.

O adolescente conquistou o 1º lugar no Prêmio Abric de destaque em iniciação Científica, na categoria Eletroquímica, durante sua participação na Feira de Rondônia Cientifica de Inovação e Tecnologia (Ferocit) em dezembro de 2014, em Porto velho, com o projeto ‘Eco Piscicultura”, que prevê a criação de insetos para alimentar peixes em cativeiro, desenvolvido com objetivo de aumentar a produtividade, proporcionar qualidade dos alimentos e obter custo acessível com emprego de tecnologia limpa,

Representou Rondônia na Feira Internacional Expo Milset Brasil, em Fortaleza (CE), em maio de 2015, com o projeto Sistema Renovável para Tratamento da Água, com finalidade de disponibilizar a todos os cidadãos a água de qualidade, sem agentes sólidos ou químicos por meio de um aparelho simples e barato desenvolvido com tecnologia eletroquímica capaz de desativar o DNA do micro-organismo presente na água foi apresentado.

Quer ficar conectado com o Rolnews em seu WhatsApp?
Entre agora em nosso grupo e fique bem informado.
Clique aqui para entrar no grupo.

MAIS NOTÍCIAS DE CULTURA