Rolim de Moura - RO
00:00
Rondônia

Falta um ingrediente-chave na nova cerveja da Budweiser: álcool

Fonte: CNN

01/08/2020 09h 58min

  • Compartilhe Essa notícia
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
Falta um ingrediente-chave na nova cerveja da Budweiser: álcool
Foto: Budweiser/Divulgação

A Budweiser está lançando seu primeira cerveja sem álcool, de 50 calorias. Com zero grama de açúcar por lata, o produto vem para atender consumidores preocupados com a saúde que gostam do sabor da cerveja, mas não querem lidar com uma ressaca.

A popularidade das chamadas alternativas alcoólicas mais saudáveis está crescendo, como mostra o sucesso das spiked seltzers de baixa caloria e as cervejas light. (Seltzers são bebidas alcóolicas gaseificadas, como um refrigerante com álcool). Para a Budweiser, a Bud Zero cria uma oportunidade para a marca capitalizar essa tendência.

 

“Queremos trazer uma disrupção para esse espaço, porque acreditamos que não precisa haver um estigma e uma compreensão desatualizada do que é a cerveja não alcoólica”, disse ao CNN Business Monica Rustgi, vice-presidente de marketing da Budweiser. “As pessoas adoram cerveja, e achamos que elas não precisam encarar uma decisão binária entre beber cerveja com álcool ou não beber nenhuma”.

A Bud Zero está recebendo uma mãozinha do empresário e jogador aposentado da NBA Dwyane Wade, que ajudou a criar o sabor e a embalagem do produto. Ele disse ao CNN Business que espera que a bebida não atraia apenas atletas e pessoas focadas em saúde, mas também fãs de cerveja que buscam ser responsáveis em ambientes sociais.

“Nem todo mundo quer ficar de ressaca ou sentir aquela zonzeira”, disse Wade. “Adorei a ideia de fazer parte de uma conversa sem ter que beber álcool”. O ex-jogador de basquete acrescentou que muitas vezes ele assume o papel de motorista da rodada para sua família e amigos.  

A cerveja teve um lançamento discreto em março, mas na quarta-feira (29) estreou uma campanha publicitária nos EUA com Wade como estrela. Segundo a VP Rustgi, a reação inicial dos bebedores “agradou” a empresa.

Com preço semelhante ao da Budweiser tradicional, a Bud Zero será vendida no início em pacotes de 12 latas de 350 ml e latas individuais de 473 ml nos EUA. O pack com 6 garrafas de 350 ml será lançado em novembro.

Mercado em crescimento

As vendas de cerveja no varejo dos EUA aumentaram 20% desde meados de março, quando a Covid-19 começou a se espalhar no país, segundo a Nielsen. Ainda de acordo com o instituto, as vendas de cerveja sem álcool aumentaram 35% no mesmo período.

Nos últimos anos, porém, o consumo de cerveja tem caído, pois os consumidores estão mudando para bebidas alcoólicas mais caras e saudáveis, como as já citadas spiked seltzers. No entanto, a acessibilidade da cerveja, a familiaridade com a marca e as inovações em produtos, incluindo cerveja de baixo teor alcoólico e sem álcool, chamaram a atenção do público novamente.

O interesse por uma vida mais saudável levou alguns fãs de cerveja a rever seu relacionamento com o álcool, estimulando o surgimento de “mocktails” (falsos coquetéis) e o movimentos como o “sóbrio curioso” (de pessoas que escolhem não beber álcool, mas eventualmente podem tomar um drinque).

Essa tendência se estendeu recentemente ao mercado de cervejas, já que grandes e pequenas empresas vêm redescobrindo as cervejas não alcoólicas. A Athletic Brewing, por exemplo, é uma cervejaria artesanal que produz apenas cervejas sem álcool e dobrou sua produção para acompanhar a demanda.

Atualmente, a cerveja não alcoólica mais vendida nos Estados Unidos é a Heineken 0.0, de acordo com a Nielsen. A cervejaria holandesa lançou o produto sem álcool nos EUA no ano passado, após anos de fortes vendas na Europa. Para a Heineken, o lançamento nos EUA no início de 2020 foi um “sucesso”, capaz de trazer um crescimento de dois dígitos em sua unidade de cerveja com baixo teor e sem álcool.

Depois da Heineken 0.0, a O'Doul's é a próxima marca mais vendida na lista, com a Busch em terceiro lugar e a cerveja sem álcool da Becks em quarto. Curiosamente, todas as três marcas pertencem à Anheuser-Busch e têm baixo teor alcoólico. Mas a Bud Zero é a primeira cerveja da empresa a ter verdadeiramente 0,0 álcool em volume.

Usar o nome Budweiser pode dar à empresa uma vantagem entre os concorrentes. A AB InBev usou a estratégia do lançamento da Bud Light Seltzer, que rapidamente disparou para se tornar uma das marcas de seltzer mais vendidas nos EUA – em parte por causa de sua associação com o nome Bud.

A pandemia fez as pessoas desejarem produtos familiares e, possivelmente, evitarem experimentar algo novo, como disse ao CNN Business Caleb Bryant, analista de alimentos e bebidas da empresa de pesquisa de mercado Mintel.

“O nome Bud carrega muito peso, e este produto se beneficiará do reconhecimento instantâneo do consumidor”, opinou Bryant, acrescentando que o nome “certamente vai estimular testes entre alguns consumidores” que, de outra forma, não teriam experimentado uma cerveja sem álcool.

A Bud Zero é parte integrante da estratégia de portfólio da Anheuser-Bush, que está inundando os consumidores com diferentes opções – uma técnica adotada pela criação de várias empresas de spiked seltzer, incluindo Bud Light Seltzer, Bon & Viv e Natural Light Seltzer.

A empresa-mãe “tem tantas marcas diferentes e o fato de sua seleção de cervejas não alcoólicas estar crescendo apenas contribui para essa tendência”, disse Bryant.

Quer ficar conectado com o Rolnews em seu WhatsApp?
Entre agora em nosso grupo e fique bem informado.
Clique aqui para entrar no grupo.

MAIS NOTÍCIAS DE GERAL

CONTEÚDOS DIVERSOS