Rolim de Moura - RO
00:00
Rondônia

Em Vilhena, vice-governador de Rondônia garante que recebeu autonomia do titular para atuar no “setor produtivo”

Fonte: Folha do Sul

12/02/2019 13h 34min

  • Compartilhe Essa notícia
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
Em Vilhena, vice-governador de Rondônia garante que recebeu autonomia do titular para atuar no “setor produtivo”

Em visita a Vilhena, na última sexta-feira, 09, para prestigiar a posse da nova diretoria da ACIV, o vice-governador de Rondônia, Zé Jodan (PSL), afirmou, que o atual titular do cargo, Coronel Marcos Rocha, também do PSL, lhe deu autonomia para atuar na questão da agricultura familiar e no setor produtivo de Rondônia.

Jodan, que é empresário no ramo do agronegócio em Rolim de Moura, região da Zona da Mata, afirma que será um vice atuante no Estado inteiro, junto com o secretário estadual de Agricultura, Evandro Padovani, e também com responsáveis por comandar a Emater (Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia), cujo  presidente, Luciano Brandão, foi indicado por ele mesmo. 

“Tudo aquilo que não estiver em conformidade, nós vamos convidar os servidores para que se adequem, e vamos fazer com que a coisa funcione, porque não tem pressão de políticos, e estamos à vontade para aplicar a gestão e fazer com que os servidores prestem um serviço de excelência aos nossos produtores”, afirmou.

Jodan afirma não ser apenas um vice-governador da região da Zona da Mata, mas sim de todo o Estado. “Não vai ter lugar que não iremos atuar; em cada setor, com a sua aptidão”, acrescentou.

Outra promessa é investir no DER (Departamento de Estradas e Rodagens), para que ele se planeje junto com os produtores rurais e trabalhe em ações preventiva em estradas que hoje sofrem com atoleiros e outros desgastes causados pela chuva, além de evitar que máquinas sejam deterioradas nesse processo, principalmente no período chuvoso. 

“Nós fomos eleitos com a proposta de cortar privilégios e desperdícios, e é o que vamos fazer, para respeitar nossos eleitores”, disse.

 

 

MAIS NOTÍCIAS DE AGRONEGÓCIO