Rolim de Moura - RO
00:00
Rondônia

Cultura: A nostalgia que ainda existe com relação aos anos 70 e as razões para ela resistir ao passar do tempo

Fonte: 2T DIGITAL

18/02/2021 18h 02min

  • Compartilhe Essa notícia
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Os anos 70 foram uma época em que o mundo vivia em um certo caos político, mas em termos culturais poucas décadas se assemelham a ela em termos de produção criativa. A música foi um aspecto muito importante desses tempos, mas outros elementos também foram determinantes para a construção da cultura ocidental como a conhecemos atualmente.

Por isso, confira neste artigo mais informações sobre a cultura dos anos 70 que ainda está espalhada por muitos cantos do planeta, e como sua presença também é forte em Rondônia.

 

A cultura dos anos 70 que permanece viva atualmente

Um dos aspectos que constantemente voltam à tona com relação aos anos 70 é a moda. O que estava em alta nesta época eram calças jeans boca-de-sino, estampas florais, vestimentas hippies e saias longas e estampadas. É muito comum ver essas tendências voltando para as passarelas hoje em dia, como aconteceu recentemente com as calças boca-de-sino, que marcaram presença nos desfiles da Halpern e Mugler.

Nessa época também se consagraram nomes da música como James Taylor, Carly Simon, Aerosmith e Jim Croce, cujas canções ainda são muito apreciadas pelo públio. John Lennon também foi um dos grandes símbolos desse período, pois, apesar de os Beatles terem se separado em 1970, ele se tornou um importante ativista nessa fase de sua vida. Sua fama era tanta que até hoje especula-se sobre alguns fatos pessoais e profissionais, como, por exemplo, qual era o seu time do coração e o verdadeiro motivo da sua saída da banda. 

Não foi somente na música que essa década se destacou, pois em termos de filmes ela também conseguiu marcar gerações, e inclusive criar novos hábitos nas pessoas. Um dos longas de maior sucesso de James Bond, Os Diamantes são Eternos, de 1971, conta a história de quando esse agente secreto se fingiu de contrabandista para espionar o tráfico de diamantes na África do Sul. Em uma cena clássica em um cassino, James Bond joga roleta, clássico das apostas onde é necessário acertar o número ou cor onde a bola cairá quando o dealer girar a roda. Nessa aparição do jogo no longa, Bond aposta no seu número favorito, o 17, e acaba ganhando. Esse filme foi um dos pilares para que a roleta de popularizasse ao redor do mundo e ela resistiu a passagem do tempo. Suas transformações ao longo dos anos levaram-na ao patamar em que se encontra hoje, pois tornou-se uma modalidade online. Por isso atualmente a roleta pode ser facilmente encontrada na Internet, a através de sites que listam as melhores plataformas para jogar, como é o caso de Casinos.pt, que também oferece dicas de estratégias a serem adotadas durante as partidas. Por isso, o longa desse agente secreto trouxe as pessoas para mais perto do mundo dos cassinos, e fez com que muitos quisessem sentir-se como ele ao jogar roleta nas casas de apostas.

 

A cultura dos anos 70 e sua presença em Rondônia
 

Eventos que cultuam a década de 70 são frequentes em Rondônia. Um deles, que aconteceu no começo de 2019 na capital, Porto Velho, foi um especial com covers da banda Led Zepellin. O local da apresentação da banda foi no Serenim, uma casa de eventos conhecida da cidade, que ainda contou com o rock retrô da banda Old Blend, que toca clássicos do rock. O Led Zepellin é uma banda que foi formada em 1968, mas que atingiu o ápice do sucesso na década de 70, através de um som pesado, mas com influências do blues e da música psicodélica.

Em termos artísticos, Rondônia também é muito influenciada pela cultura dos anos 70. Uma exposição que aconteceu recentemente no Porto Velho Shopping, intitulada de Retratos da Diretoria da Banda do Vai Quem Quer, do artista plástico Eliardo Lima, teve obras produzidas a partir da técnica chamada Pop Arte Amazônica, que retrata a colorida cultura amazônica através da influência da Pop Art, movimento artístico que teve seu ápice nos anos 70, através de Andy Warhol. Além de uma enorme influência artística na década de 70, Warhol também ajudou a financiar uma banda que foi fundamental durante essa época, o Velvet Underground. Musicalmente ela serviu de inspiração para diversas outras bandas que surgiram depois, já que foi a primeira a trazer para o seu som a música alternativa indie, punk e pós-punk.

Por isso, a década de 70 é tão influente em diversas áreas culturais até hoje, já que neste período surgiram nomes que mudaram para sempre os diferentes segmentos associados à cultura. No ano de 1970, quando os Beatles ruíram, parecia um sinal de que aquele seria um período perdido em termos artísticos, mas surpreendentemente as palavras “criar” e “inovar” ganharam ainda mais força após essa ruptura, o que ainda se reflete muito fortemente em nossa sociedade.

Quer ficar conectado com o Rolnews em seu WhatsApp?
Entre agora em nosso grupo e fique bem informado.
Clique aqui para entrar no grupo.

MAIS NOTÍCIAS DE Publicações

CONTEÚDOS DIVERSOS