Rolim de Moura - RO
00:00
Rondônia

CRIMES DE ESTELIONATO PREOCUPAM REVENDAS DE VEÍCULOS SEMINOVOS E AUTORIDADES POLICIAIS

Fonte: Seção de Comunicação Social/4ºBPM

18/02/2019 01h 00min

  • Compartilhe Essa notícia
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
CRIMES DE ESTELIONATO PREOCUPAM REVENDAS DE VEÍCULOS SEMINOVOS E AUTORIDADES POLICIAIS

Diversos crimes de estelionato tem preocupado empresários do ramo de comércio de veículos seminovos em Cacoal. Os criminosos tem se aproveitado da identidade visual e propriedades digitais das empresas revendedoras para praticar os crimes de estelionato, através da internet.
“O golpe vem acontecendo em Cacoal, em Rondônia e no Brasil todo. Por isso o segmento de seminovos aqui de Cacoal se reuniu com o comandante da Polícia Militar, os delegados da Polícia Civil para nos auxiliar, estamos em busca de orientações para nos fortalecermos e coibir os golpes”, explica o empresário Fernando Minervino. 


O delegado de Polícia Civil, Edson Florência de Souza, explicou durante a reunião que está havendo a utilização indevida de dados pessoais, principalmente pelo site OLX. De acordo com o delegado, é de extrema importância a reunião realizada no 4º Batalhão da Polícia Militar, no sentido de aproximar e manter um diálogo constante entre as autoridades policiais e os empresários prejudicados.
De acordo com os empresários, os criminosos estariam “comercializando” veículos das garagens de seminovos por preços mais atraentes. Como as empresas são conhecidas e regularizadas, os clientes acabam confiando no negócio e é aí que mora o problema.


“O que vem acontecendo é que os estelionatários pegam um carro do meu estoque, da minha loja, e vendem para uma pessoa. Um carro que custa 30 mil reais, eles oferecem por 15 ou 16 mil, e aí a pessoa não pensa duas vezes. Existem consumidores com a mentalidade de comprar mais barato para sair na vantagem”, relata Fernando Minervino. 
Por sua vez, o comandante do 4ºBPM destacou a importância de produzir uma cartilha com orientações à sociedade. Além disso, será fortalecida a parceria entre empresários, Polícia Militar e Polícia Civil para coibir os crimes de estelionato.


“Nós traçamos algumas estratégias para sanar o problema, ou pelo menos reduzir os crimes que tem acontecido. Às vezes, a população vê uma oferta muito vantajosa e acaba caindo nestes golpes, por isso a importância de uma cartilha de orientações e a divulgação, em massa, desse conteúdo, como um alerta. Outro passo será instruir os proprietários e funcionários das revendas para ficarem atentos e até mesmo para identificar comportamentos estranhos. Esses estelionatários podem estar indo até as empresas, em busca de imagens, informações e diversos outros dados que possam facilitar a aplicação dos golpes”.
É por isso que todos os 11 empresários, além das Polícias Militar e Civil, que se reuniram na última sexta-feira, em Cacoal, aconselham: não comprem e não façam nenhuma transação via internet, na pressa, principalmente se o veículo estiver abaixo do preço de mercado. 


De acordo com os empresários, algumas pessoas já perderam mais de 40 mil reais, caindo neste golpe. “Alguns tem sofrido grandes perdas, mas o que mais tem acontecido é que o cliente é induzido a fazer uma transferência de R$1.500,00 ou R$2.000,00, com a desculpa de garantir o negócio e, quando chega na loja, vê que o carro não existe e que caíram em um golpe. Isso é o que mais tem acontecido, por isso reforçamos, não faça nenhuma transação antes de ter certeza de que o carro realmente existe e que está a venda pelo preço anunciado. Antes de fazer qualquer transação, vá até a revendedora, converse com a equipe da empresa, certifique-se que o carro realmente existe e o valor real dele”, reforça o empresário Valdecir de Souza Andrade

 

MAIS NOTÍCIAS DE POLICIAL