Rolim de Moura - RO
00:00
Rondônia

Caminhoneira acusa “garoto de programa” de furto e caso vai parar na delegacia

Fonte: DO EXTRA DE RONDÔNIA

18/11/2019 06h 49min

  • Compartilhe Essa notícia
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
Caminhoneira acusa “garoto de programa” de furto e caso vai parar na delegacia

A fato aconteceu na madrugada do último sábado, 16, na Avenida Tancredo Neves, no centro de Chupinguaia.

Conforme boletim de ocorrência, uma guarnição da Polícia Militar (PM), fazia ronda de rotina pela via citada, quando ao se aproximar de um detrminado Bar, foram informados que uma mulher loira estava no interior do estabelecimento de posse de um canivete ameaçando um rapaz de 20 anos, que seria um garoto de programa.

De posse das informações, os policiais foram até ao comércio e identificaram a pessoa que estava armada com canivete, que ao perceber a presença dos militares tentou se desfazer da arma, ação vista pelo PMs.

A suspeita identificada de 38 anos, que é caminhoneira, disse aos policiais que havia feito um programa com o rapaz na cabine de seu caminhão e que o profissional do sexo tinha furtado seu celular e um cartão de credito, fato negado pelo rapaz, na qual afirmou aos militares que o celular e o cartão da cliente que ele tinha atendido estava dentro da cabine.

Com isso, os policiais acompanharam a motorista até seu caminhão, na qual procurou e encontrou o aparelho e o cartão.

Após o mal-entendido ser desfeito, a caminhoneira deu partida no veículo para sair, mas os militares pediram que desligasse e saísse da cabine, mas a motorista não obedeceu a ordem e saiu com o caminhão, quase atropelando um policial, começado aí um acompanhamento pela guarnição, pois a motorista estava trafegando em velocidade incompatível com a via e fazendo manobras perigosas colocando em risco sua vida e vida de terceiros. Com isso, foi necessário efetuar disparos de arma de fogo para que a motorista parasse.

A caminhoneira desceu do veículo agressiva e foi preciso usar da força moderada para contê-la e algemá-la, para sua própria segurança.

A motorista foi apresentada na Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp) de Vilhena, onde foi submetida ao teste do Bafômetro, na qual resultado apontou 0.63 miligramas de Ar expelido pelos pulmões, sendo acima do permitido.

 

MAIS NOTÍCIAS DE POLICIAL