Rolim de Moura - RO
00:00
Rondônia

Astronautas chineses filmam a Terra vista da órbita

Fonte: Canaltech

24/11/2021 22h 01min

  • Compartilhe Essa notícia
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
Astronautas chineses filmam a Terra vista da órbita
Reprodução

Astronautas chineses da missão Shenzhou-13, que estão vivendo e trabalhando no módulo Tianhe, da estação espacial da China, registraram a beleza da Terra vista do espaço em um novo vídeo. Eles chegaram lá em outubro e vêm trabalhando em diversos experimentos científicos — mas essa rotina ainda permite que tirem uns minutinhos para admirar nosso planeta a distância.

Os taikonautas que estão lá são são Zhai Zhigang, Wang Yaping e Ye Guangfu. Eles devem ficar na estação durante seis meses, o que tornará esta a missão espacial de maior duração já conduzida por astronautas da China. Outro destaque fica para Wang, astronauta de 41 anos que é veterana da missão Shenzhou-10. Além de se tornar a primeira mulher a viver nas instalações do novo módulo por um período prolongado, ela também se tornou a primeira do país a realizar spacewalks.

E, em meio às várias tarefas que seguem cumprindo em órbita, eles produziram um vídeo incrível do nosso planeta visto da estação, que você confere abaixo:

       

Apesar de breve, a filmagem mostra um pouco da visão privilegiada que Wang e seus colegas têm da Terra enquanto orbitam nosso planeta a cerca de 368 km de altitude. Ela está acompanhada por Zhai, taikonauta de 55 anos que está servindo como comandante da Shenzhou-13. Ele serviu na missão Shenzhou-7 e conduziu a primeira caminhada espacial já realizada por um astronauta chinês. Por fim, Ye é um taikonauta que está passando por sua primeira experiência no espaço. Eles ainda têm alguns meses à frente no espaço para se dedicar a experimentos e testes de equipamentos.

O módulo Tianhe é o principal da nova Estação Espacial Chinesa (CSS) Tiangong-3, a sucessora das estações Tiangong-1 e Tiangong-2. O novo laboratório orbital será construído em design modular que lembra aquele da antiga estação russa Mir, ou seja, será composto por um componente central, onde outros serão incorporados posteriormente. Os outros dois módulos são o Wentian e Mengtian, e a China deverá lançá-los no ano que vem. Essas instalações deverão servir para a realização de experimentos científicos em ciência, biotecnologia, física, entre outras áreas.

Entre no grupo do whatsapp Clique aqui para entrar no grupo do Rolnews no Whatsapp.

MAIS NOTÍCIAS DE TECNOLOGIA

CONTEÚDOS DIVERSOS