Rolim de Moura - RO
00:00
Rondônia

Asteroide quase atingiu a Terra na última segunda

Fonte: DO OLHAR DIGITAL

27/10/2021 20h 29min

  • Compartilhe Essa notícia
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
Asteroide quase atingiu a Terra na última segunda
Ilustrativa

Um pequeno asteroide, com cerca de 2 metros, por muito pouco não atingiu a Terra nesta segunda, 25 de outubro. A informação foi divulgada na terça (26) pelo Minor Planet Center e pelo Catalina Sky Survey, que descobriu a rocha espacial.

Chamado preliminarmente de 2021 UA1, o asteroide foi descoberto 4 horas após sua máxima aproximação da Terra, quando passou a apenas 3.047 km acima da superfície do nosso planeta.

O 2021 UA1 foi oficialmente reconhecido pelo Minor Planet Center a partir da circular MPEC 2021 U95 publicada na manhã desta terça (26). Ele é o terceiro asteroide que passou mais próximo da Terra. Antes dele, os asteroides 2020 QG e 2020 VT4, no ano passado, passaram a 2.946 km e 374 km da superfície.

 

 

Asteroide quase atingiu a Terra na última segunda

Durante sua máxima aproximação da Terra, a rocha espacial viajava a 57 mil km/h (15,84 km/s) e a gravidade do planeta provocou um desvio significativo em sua trajetória. Se atingisse a Terra, por ser um objeto muito pequeno, não representaria nenhum risco para nós. Geraria, certamente, um belo meteoro e talvez deixasse alguns meteoritos em solo. O impacto com a atmosfera liberaria uma energia equivalente a 150 toneladas de dinamite, o que seria cerca de 100 vezes menos energético que o meteoro de Chelyabinsk, ocorrido em 2013 na Rússia.

Embora este asteroide não represente qualquer risco para a Terra, vale a pena destacar a importância de aumentarmos nossa capacidade de busca desses objetos próximos à Terra. Para que possamos descobrir, com o máximo de antecedência possível, asteroides como esse e, principalmente, os mais perigosos para nosso planeta.

Entre no grupo do whatsapp Clique aqui para entrar no grupo do Rolnews no Whatsapp.

MAIS NOTÍCIAS DE TECNOLOGIA

CONTEÚDOS DIVERSOS