CERÂMICA UNIÃO

AGRONEGÓCIO

Produtores se unem para alavancar a avicultura em Rondônia

Postada em 19/03/2018 11:48hrs
Fonte: Da Assessoria para o Rolnews

Produtores se unem para alavancar a avicultura em Rondônia

Diariamente, 60 mil frangos são abatidos em Rondônia. Cinco municípios: Cacoal, Pimenta Bueno, Espigão do Oeste, Rolim de Moura e Ministro Andreazza, são os responsáveis por essa produção. Contudo, diariamente, o consumo de frango no estado chega à 450 mil quilos, o que abre caminho para a expansão da atividade.

Os números são impressionantes e positivos, o que tem ocasionado, anualmente, o aumento da produção e o fortalecimento do setor. Há pouco mais de 3 anos, por exemplo, foi criada a Associação dos Produtores Rondonienses de Aves e Suínos (Aproas), atualmente presidida pela produtora Adiléia Arçari Belgamassi.

“Nós não queremos conflitos entre os produtores, pelo contrário. Estamos nos unindo para fortalecer a atividade e buscar avanços para o setor. Nós temos espaço para conquistar, nosso objetivo é que em pouco tempo nós possamos atender 100% o mercado de Rondônia com a produção local”, destacou a presidente.

A associação conta atualmente com 25 associados, número que cresce a cada ano. A Aproas mantém uma parceria de Integração com a Globo Aves, único frigorífico de aves em Rondônia. Nesta parceria, a empresa fornece, diariamente, aproximadamente 60 mil pintinhos, recebendo também, diariamente, 60 mil frangos para o abate e comercialização. “O que eles fornecem em pintinhos, eles recebem em frangos. É 100% de aproveitamento. A gente cria nos nossos galpões, e depois do ciclo completo (entre 40 a 45 diais), a gente manda de volta para a Globo Aves, que faz o abate e já coloca a venda no mercado. São 60 mil aves abatidas por dia e mesmo assim não damos conta de atender a demanda de Rondônia, que consome, diariamente, 450 mil aves”, destacou Adiléia Belgamassi.

Além dos 21 galpões próprios da empresa, a Globo Aves é abastecida por outros 96 galpões dos produtores rurais, que em sua maioria é associada à Aproas. “Essa união é que garante o fortalecimento da nossa atividade. Hoje, somando toda a produção, estamos colocando no comércio 60 mil frangos, mas para o ano que vem queremos dobrar essa produção”, destaca a presidente Adiléia Belgamassi.

No geral, a produção de cada um dos 96 galpões dos produtores de aves de Rondônia varia entre 25 mil e 35 mil frangos. O empresário e produtor rural Jucelino Bianchini conta com quatro galpões, com media de 25 mil frangos por galpão. Em cada ciclo, Jucelino comercializa até 100 mil frangos com a indústria sediada em Espigão do Oeste. Até pouco tempo, o empresário contava com outros nove galpões voltados para a criação de aves matrizes, mas os planos agora são destinar todos os galpões para a criação de aves de corte. Já em sua propriedade, a presidente Adiléia conta com dois galpões, produzindo por ciclo (entre 40 e 45 dias) até 60 mil frangos.

Para alavancar a atividade, a prefeita de Cacoal destaca a importância da integração entre produtores e indústria, mas também com o poder público. “Essa parceria fomenta a nossa economia. Temos grandes investidores e um setor de agroindústria bastante fortalecido. Por isso nós temos que unir as forças, neste caso promover ações que fortaleçam a avicultura e garantam a expansão da atividade, melhorando a nossa economia”, ressaltou Glaucione Rodrigues.

Apoio do Governo

Com a estruturação da Associação dos Produtores Rondonienses de Aves e Suínos, os produtores foram em busca do apoio do Governo de Rondônia para fortalecer a atividade. A parceria teve início a partir do contato com o secretário regional de Governo em Cacoal, Charles Pereira. Desde a primeira reunião com representantes do governo, a associação de produtores passou a contar com uma serie de estudos e ações voltados para o fomento da atividade.

De acordo com a presidente da Aproas, nesse primeiro momento, o objetivo inicial da associação é, através da parceria com o poder público, proceder com a compra de maquinários. “Queremos o apoio do governo para a aquisição de um caminhão e uma minicarregadeira para a associação, que serão utilizados por todos os associados para a coleta dos resíduos dos galpões. Isso beneficiará não apenas os avicultores, mas inúmeros produtores que usam esses resíduos como adubo orgânico, e de ótima qualidade”, explicou a presidente.

Entre as ações do Governo de Rondônia, em apoio ao Terceiro Setor, está o projeto Fonte 100. Por meio do Sistema de Parcerias do Estado (Sispar), equipes do governo levam orientação técnica em legislação, projetos, parcerias, emenda parlamentar, prestação de contas e captação de recursos às organizações da sociedade Civil, prefeituras, secretarias do governo, Assembleia Legislativa e câmaras municipais de vereadores.

Foi a partir daí que surgiu, por exemplo, o apoio de parlamentares à avicultura. “O governo de Rondônia, através das emendas parlamentares dos deputados estaduais Jean de Oliveira e Cleiton Roque, num total de R$350 mil, está oferecendo uma contrapartida de R$250 mil também através do programa Fonte 100. Ou seja, serão disponibilizados R$600 mil reais para esta atividade que está movimentando e fortalecendo a economia do estado, a partir da região central do estado de Rondônia”, explicou Charles Pereira.

Reunião com associados

Na manhã de sexta-feira (16) o secretário de Estado de Planejamento, George Braga, esteve em Cacoal visitando a propriedade da presidente da Aproas, onde atualmente está situada a sede da associação. Acompanhado da prefeita de Cacoal e do secretário regional Charles Pereira, George Braga conheceu toda a estrutura da Granja Belgamassi. Adiléia mostrou os galpões, a criação e ainda teve a oportunidade de destacar a importância das parcerias que estão sendo firmadas

Conforme explicou Adiléia Belgamassi e o secretário da associação, o produtor rural Vitor Pires Aran, atualmente, cada produtor contrata os serviços de hora-máquina para recolher os resíduos dos galpões de aves e comercializam individualmente o material como adubo orgânico. Através da parceria com o poder público, os associados vão reduzir os gastos para a coleta desse material, podendo comercializar, por um preço bem mais em conta, o adubo orgânico com outros produtores.

“Esta é uma ótima forma que o governo encontra para contribuir não só com a nossa atividade, que é a avicultura, mas ao mesmo tempo contribuir também com tantos outros produtores, de diversas atividades, que precisam de adubo orgânico em suas propriedades e a partir de então terá acesso a um adubo de grande qualidade, por um preço menor, graças a essa contribuição do governo”, destacou Vitor Pires Aran, secretário da Aproas

Por sua vez, o secretário de Estado de Planejamento, enfatizou a importância da parceria entre setor público e privado, principalmente para fomentar e alavancar a economia. “Esta é uma parceria que visa movimentar a economia do estado e cada um faz a sua parte. Os deputados entram com sua emenda parlamentar, ao mesmo tempo em que o Governo entra com a Fonte 100, que é o cofre do estado. Ou seja, neste projeto os recursos vão contribuir para alavancar a atividade, atraindo mais associados, o que por sua vez vai beneficiar o estado de Rondônia ao fomentar emprego, renda e tributos”, finalizou George Braga.

Outras Fotos
Produtores se unem para alavancar a avicultura em Rondônia
GAZINSAFIRA - NOTICIA RODAPECERAMICA UNIAOSAFIRA - NOTICIA RODAPEEscritório Brasil 2